skip to Main Content
CMTC Promove Dinâmica Com Motoristas Do Transporte Coletivo Para Que Eles Enfrentem Os Desafios Dos Passageiros Com Mobilidade Reduzida

CMTC promove dinâmica com motoristas do transporte coletivo para que eles enfrentem os desafios dos passageiros com mobilidade reduzida

Com o objetivo de despertar mais empatia por parte dos motoristas de ônibus, a Companhia Metropolitana de Transportes Coletivos (CMTC) realiza nesta segunda-feira (22/11) às 9h  na sede do Sest Senat um exercício que consiste em colocá-los no lugar dos passageiros com mobilidade reduzida.

A atividade será realizada para chamar a atenção para o Dia Internacional do Deficiente Físico que é lembrado no dia 3 de dezembro e reforçar a importância da inclusão e do respeito. Estar consciente da necessidade de entender os sentimentos e as perspectivas do outro é um hábito que não só melhora a qualidade de vida dos que estão ao nosso redor, mas a nossa também.

E pensando nisso a Companhia Metropolitana de Transportes Coletivos (CMTC) em parceria com o Sest Senat  e as concessionárias Rápido Araguaia, HP Transportes Coletivos, Metrobus, Viação Reunidas e Cootego, promovem um exercício onde os motoristas do transporte coletivo irão enfrentar todos os obstáculos, inseguranças e limitações que os passageiros com algum tipo de deficiência física, visual, auditiva, cognitiva ou múltipla encontram no embarque, durante a viagem e no desembarque do transporte coletivo.

Alguns motoristas terão os olhos vendados, outros usarão cadeiras de rodas, outros terão algum membro imobilizado e enfrentarão exatamente o que uma pessoa com mobilidade reduzida passa no dia a dia dentro do transporte coletivo. Sentir na pele todo medo e insegurança é a proposta.

A ação está inserida nas disciplinas dentro do Curso de Capacitação que foi iniciado no dia 09 de setembro e contempla a categoria. Além de aulas práticas, a categoria também passará por aulas on-line.

Melhorar a acessibilidade de passageiros com alguma limitação física é uma das prioridades da CMTC. E não basta apenas desenvolver um trabalho de infraestrutura, é preciso despertar as sensações e empatia em todos que fazem parte deste ambiente.

Para o presidente da CMTC, Tarcísio Abreu, especialista em Transporte, os profissionais que lidam diretamente com pessoas com mobilidade reduzida, como os motoristas de ônibus devem considerar essas “barreiras” cotidianas e ter a humanidade de ajudá-las deixando-as seguras e confortáveis.

Conheça a Nova Rede Metropolitana de Goiânia

Conheça a Nova Rede Metropolitana de Goiânia

Back To Top