skip to Main Content
Eixo Anhanguera Começa A Receber Nova Frota

Eixo Anhanguera começa a receber nova frota

Aconteceu no dia 29 de junho no Palácio das Esmaeraldas a entrega de 6 ônibus que já começaram operar. Ao todo serão entregues 30 ônibus articulados e 45 convencionais, os quais serão usados na linha Interárea Anhanguera e entrarão em operação em até 90 dias. Em média o investimento será de R$ 600.000,00 em cada ônibus e todos os 75 ônibus serão usados no Eixo Anhanguera e suas extensões (linha interárea). Medida é uma resposta ao atraso no cronograma de execução da eletrificação da frota, mediante questionamentos apontados pelo Tribunal de Contas do Estado

O governador Ronaldo Caiado, juntamente com o presidente da Câmara Deliberativa do Transporte Coletivo (CDTC), o secretário-geral de Governo Adriano da Rocha Lima, o Prefeito de Goiânia Rogério Cruz, o presidente da CMTC (Companhia Metropolitana de Transportes Coletivos) Tarcísio Abreu e demais prefeitos da região metropolitana estiveram no Palácio das Esmeraldas em entrevista coletiva as medidas adotadas em caráter emergencial para promover a melhoria da trafegabilidade do Eixo Anhanguera e suas extensões.

A medida foi necessária devido ao atraso provocado pelo Tribunal de Contas do Estado (TCE), ao questionar de forma extemporânea aspectos da licitação que vai promover a eletrificação da frota do principal corredor de transporte coletivo da região metropolitana.

Para desafogar a demanda do Eixo Anhanguera o Governo de Goiás optou em caráter emergencial pela ampliação da frota que hoje é de 86 veículos, totalizando em 110. A medida visa contemplar o cidadão e os motoristas que operam o trajeto, ao trazer mais conforto, agilidade e melhoria nos veículos.

Ao todo serão entregues 30 ônibus articulados e 45 convencionais, os quais serão usados na linha Interárea Anhanguera e entrarão em operação em até 90 dias. Em média o investimento será de R$ 600.000,00 em cada ônibus e todos os 75 ônibus serão usados no Eixo Anhanguera e suas extensões (linha interárea). “Não podemos deixar a população achando que o transporte não tem solução. Vamos mostrar que o Transporte Público tem solução sim”, disse o governador.

Gratidão ao governador por ajudar e se empenhar tanto para oferecer o melhor transporte e estar sempre de portas abertas para ouvir os prefeitos”, disse o prefeito de Goiânia, Rogério Cruz, que falou em nome de todos os prefeitos da região Metropolitana. Para ele, o esforço é conjunto para, a cada dia, dar melhores respostas aos usuários do transporte coletivo.

O secretário-geral de Governo e presidente do Conselho Deliberativo de Transportes Coletivos (CDTC), Adriano da Rocha Lima, explica que a população não pode ser penalizada pelo adiamento da licitação dos novos ônibus e, por isso, governo estadual e prefeituras se uniram em busca de uma solução para a demanda por mais ônibus, principal queixa dos usuários. “Voltaremos ao plano original quando possível, mas estamos, desde já, atendendo a demanda da população”, disse o secretário.

Os ônibus que entram agora para a frota são todos novos, com ar condicionado, proporcionando maior conforto ao usuário. “Isso mostra o comprometimento do governador e do prefeito com transporte coletivo da região Metropolitana”, disse o presidente da Companhia Metropolitana de Transporte Coletivo (CMTC), Tarcísio Abreu.

A negociação com as empresas privadas do setor de transporte coletivo já está avançada e vão permitir que 55 ônibus operem hoje os 14 quilômetros da Avenida Anhanguera, na capital. E outros 55 ônibus sejam responsáveis pelas extensões, sendo esses últimos fruto dessa parceria com empresas privadas. Os primeiros ônibus que reforçam a frota já começam a circular esta semana.

Conheça a Nova Rede Metropolitana de Goiânia

Conheça a Nova Rede Metropolitana de Goiânia

Back To Top