skip to Main Content
Bilhete Único Começou A Valer Neste Sábado E Marca O Início De Uma Série De Mudanças No Transporte Coletivo

Bilhete Único começou a valer neste sábado e marca o início de uma série de mudanças no transporte coletivo

Novo bilhete permite ao usuário pagar apenas uma passagem e trocar de ônibus gratuitamente. Nova solução de pagamento integra pacote de serviços que adotam o conceito de mobilidade como serviço

A partir deste sábado, dia 02, o usuário do transporte público coletivo de Goiânia e região metropolitana começa a ganhar mais opções e maior liberdade para chegar ao seu destino. Entrará em vigor o Bilhete Único, que permite ao passageiro escolher o melhor trajeto para chegar ao seu destino, pagando apenas o valor de uma passagem, podendo trocar de ônibus sem necessariamente de passar pelos terminais. E mais: dentro de um período de 2h30 (150 minutos a contar da primeira validação), não há restrição para trocas de linhas, podendo ser realizadas até 4 (quatro) integrações gratuitas em qualquer um dos quase 7.000 pontos de ônibus da região metropolitana de Goiânia.

Em determinadas situações, será possível ao passageiro otimizar o seu trajeto utilizando outras opções de integração entre linhas independente de terminais, podendo gerar redução no tempo da viagem, desde sua origem até seu destino. Serão impactados positivamente com esta novidade mais de 20% dos usuários que utilizam diariamente a rede de transportes coletivos.

A mudança para o Bilhete Único será automática a partir da 00:00 do dia 02/04, não necessitando da troca do Cartão Fácil atualmente em uso pelos usuários, ou seja, o usuário do serviço não precisa praticar nenhuma ação para ter os benefícios do Bilhete Único.

No primeiro acesso nos ônibus e terminais, o sistema fará o registro no cadastro da biometria facial, a qual possibilitará o uso adequado do Bilhete Único. Serão capturadas fotos do usuário, as quais serão confrontadas com o cadastro e, caso o usuário não seja o titular do cartão, o benefício será bloqueado por uso indevido. Não será mais possível a venda de crédito de viagens para outro usuário  e nem permitido o empréstimo do benefício a um terceiro. O Bilhete Único é pessoal e intrasferível.

Uma programação especial para oferecer atendimento e orientação aos passageiros na escolha da melhor rota será realizada em vários locais alternadamente durante todo o mês de abril. As ações iniciam no sábado, das 06 às 14h20, no Terminal Bandeiras, e serão retomadas a partir de segunda-feira, dia 04, no Terminal Cruzeiro, também no mesmo horário. Ao longo do mês serão contemplados todos os demais terminais de integração, estações do Eixo Anhanguera e alguns pontos de embarque e desembarque, como o 421, na rodovia GO-040; o 33, na BR-153 (próximo a Mabel); e o 280, na Avenida T-63 (em frente à Petz).

Profissionais do Redemob Consórcio, responsável operacional da nova modalidade, esclarecerão dúvidas dos usuários quanto ao benefício do Bilhete Único, explicações e orientações para descobertas de novos trajetos para seus destinos finais e distribuição de folder explicativo sobre a nova solução de pagamento.

Como encontrar novas rotas

Para descobrir novos caminhos, os usuários podem utilizar o aplicativo SiMRmtc, disponível na Play Store e Apple Store, ou utilizar o Google Maps. Basta inserir a origem e o destino da viagem desejada no aplicativo para conferir as diversas opções de rotas. A partir daí é só escolher o trajeto que melhor lhe atender o desejo de viagem.

“A partir de hoje será um período de aprendizagem para os usuários do transporte público coletivo, que poderão descobrir novas rotas para seus destinos, inclusive podendo gerar economia de tempo. O usuário poderá subir e descer dos ônibus várias vezes, durante duas horas e meia, em qualquer ponto de ônibus, sem ter que pagar outra passagem, e isto é um grande benefício. As possibilidades de novos trajetos são quase infinitas, pois variam de acordo com as origens e os destinos das pessoas. Importante que os usuários façam simulações, pois somente assim descobrirão novas possibilidades de planejar e escolher melhor suas viagens”, destaca o presidente da Companhia Metropolitana de Transportes Coletivos (CMTC), Tarcísio Abreu.

Para o presidente esta nova implantação de bilhetagem inteligente é urgente pela transformação, liberdade e redução de custos que ela promoverá na vida dos usuários do transporte público coletivo. “Era urgente uma melhoria para os usuários. Claro que ainda falta muito para realizar, mas se olharmos as possibilidades do Bilhete Único já vai aliviar muito, o tempo de espera dos ônibus, passagem serão mais baratas e viagens mais rápidas”, ressalta.

Um simples exemplo de deslocamento que pode ter grande economia de tempo de viagem é ir do Jardim Guanabara ao Campus da Universidade Federal Goiás (UFG). Sem o Bilhete Único, o passageiro precisa cumprir um enorme trajeto negativo (vermelho no mapa abaixo), até o Terminal Bíblia.

Agora, com o Bilhete Único, para o mesmo trajeto, o usuário pode fazer integração no Setor Santa Genoveva, sem pagar outra passagem e ainda ter ganho de tempo.

Um outro exemplo é o usuário que sai do Setor Criméia Leste rumo ao Setor Bueno. Sem Bilhete Único, é preciso pagar outra passagem de integração no Ponto 508, na Praça Cívica, o que acaba gerando o custo de mais uma tarifa.

Agora, a partir de hoje, para ir do Setor Crimeia Leste ao Setor Bueno, com o Bilhete Único a pessoa pode fazer integração no ponto 508, na praça Cívica, no prazo de até 2h30, sem qualquer custo adicional (gratuitamente).

Outro exemplo é de uma pessoa que, ao voltar para casa no ônibus da linha 017, decide saciar sua fome fazendo um lanche na panificadora da Praça Nova Suíça, sem o Bilhete Único, pagaria 2 passagens.

A partir do dia 02/04, este mesmo trajeto com o Bilhete Único, o passageiro pagaria apenas uma passagem, pois a viagem integrada é gratuita por até 2h30.

Para esclarecimentos adicionais e outras informações mais detalhadas, o usuário pode acessar: www.bilheteunico.rmtcgoiania.com.br ou entrar em contato com:

RMTC: 0800 648 2222 (ligação gratuita) ou https://rmtcgoiania.com.br/

CMTC: 0800 646 1851(ligação gratuita) ou https://cmtcrmg.com.br/

 

 

PASSO A PASSO:

UTILIZE O SIMRMTC PARA PLANEJAR E ESCOLHER SUA VIAGEM

1º: Caso ainda não tenha, baixe o App SiMRmtc (disponível Play Store e Apple Store)

2º: Abra o aplicativo, digite seu destino e clique em “Planejar viagem”

3º: Escolha seu melhor trajeto e clique em “Viajar”

4º: Dirija-se ao ponto indicado e boa viagem!

 

Perguntas e respostas sobre o Bilhete Único:

  1. Tenho que trocar o meu Cartão Fácil?

Não. O seu Cartão Fácil será automaticamente migrado pelo sistema Sitpass para o Bilhete Único, em 02/04/2022.

 

  1. Não tenho Cartão Fácil, onde posso fazer o Bilhete Único?

Você pode fazer seu Bilhete Único em qualquer bilheteria de terminal ou ponto de venda de Sitpass.

 

  1. Onde posso utilizar o Bilhete Único?

Você pode usar o Bilhete Único em qualquer ônibus, terminal ou estação da RMTC.

 

  1. Posso utilizar o Bilhete Único seguidamente no mesmo ônibus?

Não. O Bilhete Único é para integração entre linhas, com troca de ônibus, sendo proibido o uso por mais de uma pessoa.

 

  1. Posso realizar integrações no mesmo ônibus?

Não. A integração acontece somente em ônibus diferentes.

 

  1. Qual valor será cobrado no meu cartão?

Na primeira utilização será cobrado o valor de R$ 4,30 (tarifa vigente). As demais utilizações (viagens integradas) serão gratuitas.

 

  1. Quantas integrações poderei realizar e por quanto tempo?

Poderá realizar até 4 integrações após o 1º embarque, por um período de até 2h30.

 

  1. Quando começa a contar o tempo de integração?

Começa a contar o tempo de utilização a partir do 1º embarque e termina ao completar as 4 integrações ou o prazo de 2h30.

 

  1. O benefício da integração é válido para outros Cartões Sitpass?

Não. O benefício da integração se aplica somente para os usuários que tenham o Cartão Fácil. Nestes, os créditos serão convertidos em Bilhete Único.

 

  1. Posso emprestar ou vender o meu bilhete único para quem eu desejar?

Não. O benefício do Bilhete Único é pessoal e intransferível, ou seja, somente o titular pode utilizá-lo, devendo ser bloqueado em caso de uso indevido.

 

  1. Tem alguma fiscalização no uso do Bilhete Único?

Sim. A fiscalização de uso do Bilhete Único será feita pela biometria facial.

 

  1. Como funcionará a Biometria Facial?

Durante a utilização do cartão serão capturadas fotos do usuário, as quais serão confrontadas com o cadastro e caso o usuário não seja o titular do cartão, o benefício será bloqueado por uso indevido.

 

  1. Se o Bilhete Único for usado indevidamente tem alguma penalidade?

Sim. Suspensão do benefício de 7 dias na 1ª infração e de até 15 dias em caso de reincidência.

 

A Nova RMTC

O Bilhete Único compõe um rol de produtos e serviços inovadores que serão implementados progressivamente, mês a mês, em toda a Rede Metropolitana de Transportes Coletivos (RMTC) e que se baseiam na mobilidade como serviço, ou MaaS (Mobility as a Service), o que pode levar o sistema de transporte de Goiânia a ser exemplo para o Brasil novamente. Este é o primeiro passo para implantação do projeto de reestruturação da nova rede metropolitana que irá quebrar paradigmas, principalmente em relação a liberdade de escolha da opção mais conveniente para se deslocar pela cidade de Goiânia e demais cidades na Região Metropolitana.

A nova política pública denominada de Tarifação Flexível, vai permitir a criação de diversos outros produtos tarifários, por meio de uso de bilhetes digitais e cartões eletrônicos de transporte; facilitando o acesso a rede de linhas, seu uso e a integração. São eles:

Cartão Assinatura: modalidade semelhante ao do Vale Transporte hoje adquirido pelas empresas. Os empregadores pagam a assinatura, válida por 30 dias, e possibilita aos seus colaboradores até oito embarques diários. Poderá ser utilizado para o a trabalho e para atividades do dia a dia;

Cartão Família: vai funcionar apenas aos finais de semana. Por um único valor pago pelo usuário, poderão viajar o titular e mais quatro pessoas cadastradas.

Bilhete um Dia:  será válido por um dia inteiro.

Bilhete uma Semana: com validade de uma semana

Cartão Pós-Pago: vai permitir que o usuário pague suas passagens depois de usar o serviço. É como uma espécie de “Sem Parar” nos ônibus da Nova RMTC, uma vez que os gastos com as passagens serão acumulados e enviados ao usuário por uma fatura ao final do mês.

Bilhete Meia Tarifa: ideal para curtas distâncias, vai custar a metade do valor da tarifa vigente, R$ 2,15, e será válido para percursos de até 5km.

Conheça a Nova Rede Metropolitana de Goiânia

Conheça a Nova Rede Metropolitana de Goiânia

Back To Top