skip to Main Content
Transporte Acessível Gratuito Da CMTC Proporciona Inclusão Para Pessoas Com Deficiência – PcD’s Possibilitando Autonomia E Independência A Elas

Transporte Acessível gratuito da CMTC proporciona inclusão para pessoas com deficiência – PcD’s possibilitando autonomia e independência a elas

O serviço que existe há quase 20 anos e hoje atende 231 usuários, está dentro da reestruturação do sistema de transporte coletivo previsto para ser implementado ainda este ano

 

No dia 3 de dezembro é comemorado o Dia Internacional das Pessoas com Deficiência – PcD. A data foi estabelecida pela Organização das Nações Unidas (ONU) no ano 1992, com o objetivo de gerar discussões sobre a situação da pessoa com mobilidade reduzida, seus direitos, necessidades e claro, debater soluções.

Desenvolver tarefas com independência e autonomia gera conforto para qualquer pessoa. Não depender de ninguém provoca uma satisfação pessoal. Sensibilizar e fomentar sobre o assunto é um dos maiores objetivos da Companhia Metropolitana de Transporte Coletivo – CMTC nesta nova gestão. E seguindo o cronograma para chamar atenção para o dia nacional do PCD, a CMTC veio contar um pouco do serviço Transporte Acessível realizado diariamente em Goiânia e na região metropolitana.

Hoje, pessoas com deficiências ou com algum tipo de mobilidade reduzida que utilizam o transporte coletivo, podem contar com 100% da frota adaptada, contendo um lugar para quem utiliza cadeira de rodas e os bancos reservados.

A CMTC também oferece um atendimento exclusivo para as PCD’s através do Transporte denominado “Acessível” que são ônibus adaptados contendo em cada um destes veículos 09 (nove) vagas para quem utiliza cadeira de rodas e 09 (nove) vagas para outras pessoas com mobilidade reduzida, sendo estes usuários cadastrados na CMTC / Departamento Acessível, através de solicitação realizada pela instituição também cadastrada.

Este serviço é disponibilizado desde o ano de 2002 e era chamado de “Projeto Conduzir”. Quando foi assinado o Contrato de Concessão no ano de 2008, passou a se chamar “Transporte Acessível”. É um transporte coletivo realizado de porta a porta, seguro e que proporciona um conforto para quem utiliza.

O serviço atende o Município de Goiânia, Aparecida de Goiânia e bairros adjacentes do município de Trindade, contendo 06 (seis) veículos e 01 (um) reserva, realizando o atendimento de 06 (seis) rotas.

Ao todo são atendidos 231 (duzentos e trinta e um) usuários ativos que realizam seus tratamentos e recebem o ensino escolar de acordo com sua deficiência nas instituições como: CRER, ADFEGO, APAE (Jardim Goiás), PESTALOZZI (unidades I, II, III e IV), CORAE, Hospital das Clínicas – H.C, Hospital de Doenças Tropicais – H.D.T, Clínica Escola Vida e Hospital Geral de Goiânia – H.G.G.

Os veículos são cedidos pelas Concessionárias: Rápido Araguaia, HP Transportes Coletivos, Metrobus, Viação Reunidas e Cootego, tendo como empresa terceirizada que presta este serviço a Reunidas Mobilidade – ReuMob, fazendo parte do Contrato de Concessão 2008.

A Coordenadora do Transporte Acessível na CMTC, Gardênia Amaro de Oliveira, explica como o serviço é realizado. “É um serviço complementar personalizado e destinado para as PcD’s, prestado de forma contínua e gratuita. A ReuMob é a Concessionária responsável pela adaptação dos veículos que realizam as rotas.  As concessionárias realizam um pagamento com um valor fixo mensal para a ReuMob, conforme consta no 2º Aditivo ao Contrato de Locação de veículos para “Serviços Especiais e Gratuitos”.

Ela salienta que, todos os 06 (seis) veículos adaptados existentes hoje, estão com as vagas preenchidas e que, conforme os usuários que possuem tratamentos por tempo “determinado” em Instituições como a ADFEGO, por exemplo, e estes tratamentos vão encerrando, demais PcD’s que necessitam vão sendo incluídos.

A CMTC sob a gestão do Presidente Tarcísio Abreu juntamente com as concessionárias entende que a frota existente hoje não é suficiente para atender a todos que necessitam, mas reforça que existe perspectiva de melhorias no atendimento com a realização de um estudo criado para um projeto específico, que buscará aumentar a quantidade de ônibus adaptados, podendo assim oferecer mais atendimentos aos usuários que realizam tratamento nas instituições cadastradas e que se encontram dentro dos itinerários das rotas.

Os motoristas do Transporte Acessível recebem um treinamento direcionado para atender cada um dos usuários. Consiste em um treinamento rigoroso que é acompanhado pessoalmente pela coordenação do Transporte Acessível que preza pelo bom atendimento e prestação de serviço com qualidade a todos.

 

Mais informações através do telefone: (62) 3524-5071 Central de Atendimento ao usuário do Transporte Acessível – CMTC

Conheça a Nova Rede Metropolitana de Goiânia

Conheça a Nova Rede Metropolitana de Goiânia

Back To Top