skip to Main Content
Frota Do TPC Terá Campanha De Apoio à Mulher Vítima De Violência Doméstica

Frota do TPC terá campanha de apoio à mulher vítima de violência doméstica

Seguindo o que determina a Lei estadual de número 21.048 de 7 de Julho de 2021 e que dispõe da obrigatoriedade da divulgação da Central de Atendimento à Mulher (Disque 180) e do Serviço de Denúncia de Violações aos Direitos Humanos (Disque 100) nos estabelecimentos de acesso ao público para denúncias de violência, a frota que opera na Rede Metropolitana de Transportes Coletivos – RMTC terá mais uma campanha disponível nos ônibus com esse foco.

Desta vez a iniciativa partiu da comunicadora, Cacau Mila com o pedido prontamente aceito pela CMTC e pelo consórcio Redemob que representa as concessionárias.

O alerta para apoio com orientações às mulheres estará exposto dentro dos ônibus em um cartaz no tamanho A3. A marca de um X na palma da mão está presente juntamente com os telefones de contato para denúncias.

Estímulos à campanha

Esse mesmo desenho – o X na marca da mão- foi feito de forma artesanal com tinta guache pelas mãos da comunicadora, Cacau Mila, como informativo aos moradores do prédio onde mora. Cacau conta que afixou o cartaz nas dependências do prédio e foi aí que começou um problema. “Eu fiz o cartaz para ajudar mulheres em situação de violência e coloquei no meu condomínio. O síndico não gostou e sob alegação de que ações assim são tomadas por ele, não permitiu a divulgação. Foi aí que tive a ideia de buscar apoio e fazer valer a ação”.

Cacau Mila, comunicadora

O aporte veio rápido e com engajamento nas redes sociais. Artistas, formadores de opinião e amigos da comunicadora a ajudaram a dar voz ao projeto. Segundo conta Cacau, patrocinadores para a confecção de adesivos e cartazes vieram de imediato. “Desde então estou adesivando paredes em bares, restaurantes, supermercados e agora a ideia estará no serviço de ônibus”, celebrou Cacau sobre a inserção do cartaz nos 1.100 veículos que operam na rede.

Apoio 

Essa não é a primeira vez que o serviço de Transporte Público Coletivo-TPC colabora com a divulgação de campanhas de orientação à mulher. No início do ano a secretaria da Mulher da Prefeitura de Goiânia também ocupou o espaço para orientar sobre a necessidade de denunciar ações abusivas. “Nosso papel como serviço público e de transporte é colaborar com causas da sociedade, esse debate, em especial, tem foco de grande peso que é a proteção e o fim da violência contra a mulher”, ressalta o presidente da CMTC, Tarcísio Abreu.

No Brasil os números que marcam a violência contra a mulher assustam. No país, oito mulheres são agredidas a cada minuto, dado que piorou durante a pandemia da Covid-19.

 

Bianca Benetti

Assessoria de Comunicação da CMTC

 

 

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Back To Top