skip to Main Content
Campanha Para Um Transporte Seguro Completa Três Meses

Campanha para um transporte seguro completa três meses

A campanha é uma iniciativa da Federação das Empresas de Transportes Rodoviários do Centro-Oeste do Brasil (Fetrasul) em parceria com os órgãos de gestão do serviço de transporte em Goiânia, Anápolis, Brasília e Palmas. Doze medidas de segurança foram selecionadas para que as empresas operadoras recebessem o usuário com maior segurança e orientação. Em Goiânia e nos demais municípios da RMTC esse trabalho foi acompanhado pela Companhia Metropolitana de Transportes Coletivos – CMTC.

A proposta foi lançada em 08 de setembro e após três meses de campanha é possível afirmar que o passageiro está engajado e colaborativo quanto à prevenção à Covid-19.  Informações de natureza preventiva estão presentes no dia a dia do transporte, como a importância de deixar as janelas abertas durante as viagens, o uso da máscara em terminais e dentro dos ônibus, como é feita a higienização das garagens e de ônibus, a segurança do pagamento preferencial com cartão transporte, o incentivo ao uso de informações pelo aplicativo SiMRmtc  para a programação de viagens e a medição de temperatura de todos os colaboradores do sistema.

Em Goiânia, constatou-se que apenas 4% dos motoristas do Transporte Público Coletivo- TPC foram contaminados, os dados foram apresentados pelas empresas concessionárias. Outro ponto importante está no cruzamento de números do TPC solicitado pela CMTC à Secretaria Municipal de Saúde, e o resultado mostrou que apenas 12% dos usuários do TPC tiveram Covid-19 enquanto que a contaminação geral da cidade na data da divulgação (agosto) era entre 12 a 13%, e, segundo a secretária municipal de Saúde, Fátima Mrué, não é possível provar que o transporte coletivo seja um vetor de contaminação.

Conscientização para ambiente seguro

A CMTC como órgão gestor do TPC entende que todas as ações realizadas pela campanha e que ainda estão em vigor, foram e são necessárias para que o usuário seja mais um a contribuir com a não propagação do vírus SARS-CoV-2.  Todo ambiente que reúna mais pessoas precisa de atenção e há estudos que indicam que restaurantes, igrejas, academias ofereçam riscos mais altos de contaminação pelo ar.

De acordo com estudos da Universidade de Caxias do Sul e da empresa Marcopolo, os ônibus com as janelas abertas têm renovação de ar até 63% maior que a exigida em supermercados, agências bancárias e aeroportos. Quando em movimento, essa renovação do ar excede em mais de 60% os limites estabelecidos pela Associação Brasileira de Normas Técnicas- ABNT. O cuidado com a ventilação foi uma das 12 medidas incluídas no Protocolo Transporte Seguro e adotadas em Goiânia e região metropolitana para garantir viagens mais seguras neste período de pandemia.  Um conjunto de ações que deu ênfase em ventilação dentro dos ônibus e o uso de máscara, em Goiânia o equipamento de saúde é obrigatório desde junho e o não uso é penalizado com multa estipulada em decreto. Incentivo ao uso de álcool em gel foi feito com a disponibilização do produto nos 21 terminas da RMTC, além da higienização diária da frota operante para ofertar ambiente mais seguro e responsável, visto que as cidades entraram no ritmo de retomada das atividades e o TPC é o meio de deslocamento mais usado e com maior carregamento.

A Fetrasul circulou todas essas informações em rádios de Goiânia, em redes sociais do segmento, e com mídias impressas dentro dos terminais da RMTC. Um trabalho de informação que deve ser contínuo para que o usuário se sinta informado e mais participativo na preservação do ambiente seguro e do espaço coletivo.

10 lugares com maior riscode contágio

(Dados retirados de pesquisa da Universidade de Stanford)

 

1º Restaurantes de “serviço completo” (aqueles em que as pessoas sentam para comer e são servidas por alguém)

2º Academias

3º Cafés e bares

4º Hotéis e motéis

5º Restaurantes de “serviço limitado” (aqueles em que as pessoas podem levar a comida ou sentar, mas pagam antes)

6º Centros religiosos

7º Consultórios médicos

8º Mercados

9º Lojas de mercadorias usadas

10º Pet shops

 

12 Medidas do Protocolo de Segurança

  1. Ventilação: Todos os ônibus com janelas abertas;
  2. Higienização diária dos ônibus com produto homologado pelos órgãos de saúde nas garagens e nos terminais;
  3. Desinfecção diária de todas as áreas administrativas;
  4. Vacinação contra H1N1 de todos os motoristas e administrativo;
  5. Incentivo do Cartão Sitpass para evitar a utilização de dinheiro no interior dos ônibus;
  6. Estímulo a utilização do SiMRmtc para evitar aglomerações nos pontos de ônibus;
  7. Utilização obrigatória de máscaras no interior dos ônibus;
  8. Disponibilização de álcool em gel para todos os motoristas;
  9. Afastamento imediato do colaborador diante de qualquer sintoma da Covid-19;
  10. Medição diária de temperatura dos motoristas nas garagens;
  11. Realização de campanhas de prevenção à Covid-19;
  12. Disponibilização de e-book de prevenção à Covid-19;

 

Bianca Benetti- Assessoria de Comunicação CMTC

 

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Back To Top